Filho Pródigo II.

Filho Pródigo II. A Bíblia não deixa claro se este moço tinha mãe. Mas uma coisa é certa este rapaz era ocioso, enquanto seu irmão cuidava dos bens da família, ele ficava em casa sem fazer nada, uma mente vazia é oficina de satanás. O moço ficou entediado daquela vida parada. Então arquitetou a ideia de sair de casa e iria se divertir com os amigo. Chegou para pai com todo desrespeito e disse: Pai, da-me a parte que me é de direito, pois irei viver minha vida do jeito que eu quiser.

Filho Pródigo II. Pedir a herança com o pai vivo foi uma grande falta de respeito.

Filho Pródigo II. A falta de respeito foi grande em pedir a herança com o pai ainda vivo.

Filho Pródigo II. Os pais estão sempre de braços abertos receber os filhos perdidos. Assim fez o Senhor conosco, nos amou mesmo ainda nós sendo seu inimigo.

Filho Pródigo II. Os pais estão sempre de braços abertos receber os filhos perdidos. Assim fez o Senhor conosco, nos amou mesmo ainda nós sendo seu inimigo.

Ele estava querendo dizer pouco me importa que esteja vivo o vou morto. Quero o que é meu de direito; quero conhecer o mundo e o que ele me oferece.

Filho Pródigo II. Acabou o dinheiro, acabou os amigos.

Filho Pródigo II. Veio o grande fome naquele país, la estava o rapaz só, passando fome e necessidades. Arranjou um emprego para cuidar de porcos; a fome era tanta que desejou comer a alfarroba dos porcos.

Filho Pró Filho II. O filho lembra-se da casa do pai e da fartura de pão.

Pródigo.digo II. Quando lembro-se da casa do pai caiu em si e disse: Levanta-miei e irei ao meu pai e direi: Pai, peque contra o céu e diante de ti, já não sou mais digno de ser teu filho, recebe ao menos como um dos teus jornaleiro. Vinha ele ainda distante quando o pai o avistou, correu abraçou e o beijou, trocou-lhe as roupas, pôs um anel em seu dedo. Mandou mata o novilho cevado e deu uma grande festa.

Conclusão

Venham se alegrar comigo, pois meu filho estava morto e reviver, estava perdido e foi achado. O Pai não questionou. Já seu irmão ficou irado pelo fato do pai ter aceito seu irmão. O coração do irmão não era igual ao do pai.

Contato: nalcyloud@hotmail.com

Autor: Bacharel em Teologia. – Nalcyman Loud

Recife, 26 de junho de 2016.